quinta-feira, 23 de março de 2017

UM BRINDE AO PASSADO




Teve aquele que me ensinou a gostar de vídeo game, o que compôs música sobre mim, outro me levou pra conhecer o mar. Um deles me convenceu que mudar era bom, inclusive de cidades; e teve também quem me ajudou a ser uma mulher mais tolerante e carinhosa.

Os percalços, desajustes e as feridas resumiram-se em cicatrizes. As marcas não dóem mais, mas estão ali e gosto de pensar nelas como aprendizagem (algumas necessárias, outras nem tanto), porém, penso que ninguém evolua sem lições e, por isso, agradeço a cada uma delas.

Deve ter suas vantagens encontrar o amor derradeiro logo de cara, mas é impossível não enxergar a beleza que mora nas tentativas. Sem elas, quem eu seria? Talvez não veria tanta graça em viajar sozinha, também não gostaria de pescar e nem saberia como é ser madrasta. Ainda seria aquela caipirinha do interior, teria continuado sem músicas sertanejas no meu repertório, o currículo profissional seria menor e a bagagem pessoal seria bastante diferente, claro.

Não condeno quem não saiba ficar sozinho e também não julgo quem faz da vida uma eterna procura. Afinal de contas, viver também é aprender com erros e acertos, não é mesmo?
 
P.S.:  "Na calma tudo se ajeita, tudo se encontra, inclusive a gente."

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

AQUELA PAZ


O que é ter paz? É esquecer completamente o que passou? É trocar o ter pelo ser? É ir para a cama com as ideias em silêncio? É seguir as regras à risca? É concretizar sonhos e objetivos  ou isso seria conformismo? É ter amor-próprio e depender apenas de si? É atingir um equilíbrio? É estar com as contas em dia? É ter um amor? É fazer um filho adormecer? É ter apenas boas histórias pra colecionar? É um estado de espírito ou uma escolha de vida? É tudo isso ou nada disso?



Acho que paz é feito felicidade, tem duração periódica, independe de idade, necessita de cultivo e o significado varia de pessoa pra pessoa. Mas quem sabe?
A única certeza que tenho é que quando essa tal paz faz pousada dentro da gente, dá vontade de agarrá-la e não mais soltar. Dividiria essa sensação contigo, se pudesse. E você, está em paz?
P.S.: "Não quero competir com ninguém. Quero que todos nós consigamos."

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

REFLEXO


Frente a frente com o espelho, entendi que o reflexo só sorri pra mim se eu sorrir pra ele.  Frente a frente com o espelho gosto do que vejo. Não se trata das curvas, nem do nítido bronzeado, mas do brilho nos olhos. Frente a frente com o espelho admiro as marcas de expressão, nascidas de noites em pranto ou de tímidos risos de canto de boca, de tardes de preocupações desnecessárias e também de gargalhadas inesquecíveis. Frente a frente com o espelho aceito as saudades, perdoo quem me machucou, agradeço pela oportunidade da vida e sonho alto, a ponto de sentir aquele tal frio na barriga.

P.S.: "Tudo na vida é emprestado, por isso não vale a pena viver apegado."