sábado, 28 de julho de 2012

SÃO TANTAS MANIAS


Todos temos manias e mente quem afirma o contrário. Eu, por exemplo, tenho mania de acreditar que o fato de olhar para o relógio e ver horas iguais tem algum significado. Perco totalmente a concentração quando começo com a mania de  mexer no cabelo e gasto  mais tempo do que gostaria no banho por ser refém da mania de lavar o cabelo todos os dias.

Tenho mania de verificar a todo momento se a seta da moto está mesmo desligada durante o percurso, tenho também aquela mania de achar que todo mundo é bom por natureza e, por isso, merece ajuda ou compreensão. Também fico agora com mania de ter medo de repetir erros e por isso desenvolvi a mania de viver achando que preciso de ajustes.

Teimo em insistir na mania de deduzir o perfil das pessoas de acordo com o signo do zodíaco ao qual ela pertence, e não abandono a mania de ver álbuns de fotos ou revistas de trás para frente. A mania de estralar os dedos  e de levar as mãos ao rosto me perseguem há anos, sendo que, esta última sempre fica registrada em fotografias.

São muitas as manias, admito, mas nenhuma delas me incomoda e consome tanto quanto uma que mora em mim há alguns meses; é a mania pensar em você.

P.S.: Cuidado com o marketing pessoal que ouve por aí. Afinal de contas, quem se vende sempre recebe valor maior do que realmente vale.

Um comentário:

  1. Manias e manias... Que atire a primeira pedra quem nunca teve...

    ResponderExcluir